28 dezembro 2007

Agora é com você

Sim.Você cresceu.

Não é mais aquela criança fofinha que todos adoravam apertar as bochechas,não é mais a gorduchinha da mamãe nem a menininha do papai.Não ganha mais presente de dia das crianças.

Não adianta tentar lutar contra isso.O tempo não para pra ninguém.Se lembra quando você chamava os mais velhos de tio(a) e eles odiavam?Pois é,agora todas as crianças que se aproximam de você que te chamam assim:TIA.

Engraçado,agora você não pode mais dizer "Sai daqui,Não gosto de você" para aquela pessoa que você realmente não gosta simplismente por educação.

Você perdeu as amiguinhas da escola e todos os jogos de queimada e de peteca que aconteciam na sua rua não voltam mais.

Nem cair de bicicleta você pode mais!Quando você era criança até que era bonitinho.Mas agora,esquece...

Não adianta chorar pra não ir pra escola,ninguém vai ouvir.E nem adianta querer danoninho depois do almoço...

Acredite.Você cresceu...e muito.

Agora não há mais quem cuide de você,quem te proteja.Você é um pássaro novo fora do ninho,aprendendo a voar.E entenda:Tudo o que você planta agora será colhido futuramente.

Cadê o seu primeiro sutiã?
Cadê aquela boneca que você brincava até a semana passada?
Cadê todos aqueles milhões de lápis de cor que seus pais compraram pra você?
Sumiram.Assim como aquela menininha sumiu.Tudo foi trocado por outras coisas : namorados,beijos,festas,livros,logaritmos,amigas,agendas,música,roupas,tapas,unhas feitas,risos,lágrimas,perguntas e respostas,brigas,vestibular...

1998,1999,2000,2001,2002,2003,2004,2005,2006...Se lembra desses anos?

Todos eles passara,e passaram tão rápido que acho que você nem notou.Tantas emoções novas,tantos momentos inesquecíveis.E agora 2007...esta acabando também. Aí vem um ano novo,um ano em que você vai se tornar ainda mais mulher.

Não cabe mais ninguém em sua vida que te diga qual caminho seguir.E é você quem mais sabe disso.

Agora é com você,agora é só você.
Boa sorte.

27 dezembro 2007

Elis Regina - Como nossos pais

Não quero lhe falar meu grande amor das coisas que
aprendi nos discos
Quero lhe contar como eu vivi e tudo que aconteceu
comigo
Viver é melhor que sonhar, eu sei que o amor é uma
coisa boa
Mas também sei que qualquer canto é menor do que a
vida de qualquer pessoa
Por isso cuidado meu bem, há perigo na esquina

Eles venceram e o sinal está fechado prá nós que somos
jovens
Para abraçar seu irmão e beijar sua menina na rua
É que se fez o seu braço, o seu lábio e a sua voz

Você me pergunta pela minha paixão
Digo que estou encantada com uma nova invenção Eu vou ficar nesta cidade, não vou voltar pro sertão Pois vejo vir vindo no vento o cheiro da nova estação Eu sei de tudo na ferida viva do meu coração Já faz tempo eu vi você na rua, cabelo ao vento, gente jovem reunida Na parede da memória essa lembrança é o quadro que dói mais Minha dor é perceber que apesar de termos feito tudo que fizemos Ainda somos os mesmos e vivemos... Ainda somos os mesmos e vivemos como nossos pais



23 dezembro 2007

Destesto gente normal

Pode parecer mentira, bobeira ou até excentricidade.Mas eu detesto gente comum.

Aquele tipinho de gente que você encontra aos montes nos shoppings,nas filas dos bancos,no supermercado.

Não gosto de pessoas metódicas,que fazem tudo certinho...Aquele tipinho que só faz o que (ou se) uma outra pessoa já fez,aquele tipinho que só vai pra rave porque ta na moda,mas que já foi emo,já foi clubber,já foi gótico já foi de tudo um pouco...

Eu gosto de gente que tem aquela coisa forte no olhar,aquele brilho na personalidade,eu gosto das pessoas que quando falam me convencem também,eu gosto de quem fala o que tem que falar na hora em que sente vontade,eu gosto de quem critica,eu gosto de quem da risada quando tem que rir e quando não tem também,eu gosto dos opostos,eu gosto do esquisito.Me chama atenção e me encanta.

Dizem que a gente procura nos outros o que procura em si mesmo, não sei...mas que gente comum cansa,ahhh isso já é minha realidade a algum tempo!

16 dezembro 2007

E era natal...



É.Era natal.
Impressionante como os dias daquele ano passaram voando.Clarisse pouco se importava com o natal.Não acreditava nessas basbaquices de compreensão,carinho e harmonia no natal.Ela acreditava que se isso podia acontecer na vida das pessoas todos os dias porque só no natal elas faziam votos de caridade?Pura hipocrisia.

Incrível,vivemos num país tropical,no natal sempre faz um calor infernal,porque que aquele trouxa do Papai Noel fica com aquela roupa de frio?


E para piorar as coisas,adivinhe só em qual dia nossa Clarisse havia nascido? Sim,NATAL.Ela odiava desde sempre o natal.Queria dormir no dia 24 de dezembro e acordar só do dia 1 de janeiro.

Justo no dia de seu aniversário, o dia que ela mais necessitava meditar para manter em harmonia os eu mal humor(Sim,Clarisse era muito mal humorada!) com a vida sua casa estava lotada de parentes escandalosos,que davam risada por tudo,crianças pentelhas que mexiam em suas coisas,aquele cheiro de pernil no ar,aqueles brinquedos todos espalhados pela casa,aquela confusão,aquele entusiasmo peculiar,aquela confusão,aquela barulheira...

Para ela bastava.

Não queria mais natal,queria uma casa de sapê,queria um barraco,queria uma câmera de gás....Que inferno era o natal de Clarisse.Será que todos haviam esquecido que aquele era SEU dia?Ela só queria paz no SEU dia,só isso.

Brigou com os pais,com o irmão,mandou o namorado pastar ,xingou a madrinha de barraqueira,deu uma cotovelada em seu sobrinho."Cadê a magia do natal?SUMIU"Disse Clarisse bem alto para que todos escutassem e foi se embora pela rua,sozinha,só ela e Deus.Rindo sozinha imaginou o quanto as pessoas estranharam o que fez."Coitados não sabem de nada...Mandei o espírito natalino pro inferno!".Disse Clarisse.E continuou caminhado.Sozinha.Como sempre quis.

É e era natal...


14 dezembro 2007

Nada funciona sem você aqui

"Você nunca vai me ver sofrer e não vai conseguir me fazer chorar.Na minha vida você não fica mais!"Disse isso pra te convencer e me convencer ,disse que eu nem ligava em te perder,que pra mim tanto faz...

De primeiro em nem liguei,deu vontade de dar risada,dançar,me divertir.Só quando eu cheguei em casa eu notei,que você não estava lá pra me esperar com o seu olhar preocupado.Fui dormir,mas eu ainda fiquei esperando o seu telefone como o de todas as noites pra me dizer Boa Noite.

Foi só nessa hora que eu me toquei que tinha te perdido.

Eu descobri que nada funciona sem você aqui,fico confusa,sem rumo,eu digo que não mas eu te amo sim e sem você não sei nem me virar!

Impulso de momento,não sei mais o que fazer.Estou morrendo de saudades de você...do seu carinho,do seu colo...

E só agora eu entendi,que o nosso amor não vai nunca acabar!

13 dezembro 2007

Imoral,ilegal ou engorda?

Estive pensando.

Incrível como algumas pessoas julgam as outras como: fútil, vagabundo, indecente, idiota, burro, ignorante, egoísta, decadente, perdedor, imoral ou qualquer outra coisa quem apenas faz o que manda o seu coração!

Será que tudo o que gostamos é ilegal, imoral ou engorda?Será que tudo o que é bom ou o que se gosta de fazer é considerado sujo, ilegítimo, ilegal ou imoral por alguém nesse mundo?

Se você for pensar antes de fazer algo no que as pessoas vão pensar no final você vai acabar fazendo absolutamente nada!

Inveja?Falta de capacidade?Falta de originalidade?Falta de vergonha na cara?Falta de concepção?Falta de pensar?Não sei!

Mas realmente cheguei a uma conclusão: Felicidade para algumas pessoas é imoral.

Tá,tudo bem,já que é assim a partir de hoje serei imoral,a mais imoral de todas!

Sejamos todos imorais!

Viva a essa grande imoralidade, a FELICIDADE!O bem estar consigo mesma, de dentro para fora, o ego de viver sendo você mesma!

Porque só faço e falo o que meu coração manda, o ônibus esta quase passando, e como dizia cazuza "O tempo não pára!"