26 fevereiro 2008

Sexo Frágil ?

Mulheres.As vezes somos mulheres fatais,queremos e conseguinhos,lutamos e damos a cara a tapa.Tem horas que somos indefesas,precisamos de colo,de amor,carinho,mimo.Algumas horas somos verdadeiros homens,temos mais força e mais coragem que eles ,enfrentamos tudo o que vier pela frente,e o melhor:de salto alto nos pés.

Ficamos menstruadas,trabalhamos menstruadas,estudamos menstruadas,temos cólicas,muitas cólicas,cólicas insuportáveis.Temos TPM,temos filhos,ficamos 9 meses gordas e a quem diga que até feias.Comemos quando estamos nervosas e deixamos de comer quando estamos felizes(vai entender!?).Nos depilamos,penamos por um cabelo lindo,lutamos por uma pele impecável,saimos nas ruas e aguentamos as cantadas mais grotescas.Sonhamos em ser princesas ou até mesmo rainhas,queremos ser caçadoras mas em alguns dias também ser caça.Queremos amor,queremos carinho,queremos paixão.

Bancamos as loucas,bancamos as mocinhas,bancamos as vilãs e a até mesmo as monstrinhas.Lutamos desde sempre por reconhecimento nesse mundo de feras...

E,por incrível que pareça,ainda existe quem diga que mulher é o SEXO FRÁGIL!

Então essa é minha homenagem para todas as Rosárias,Marias, Sônias, Antônias, Anas,Clarices, Biancas, Reginas, Amandas, Julianas, Paulas, Vanessas,Carolinas, Claras, Tatianas, Patrícias, Ligias, enfim. As mulheres altas, as baixinhas, as bonitas, as quase bonitas e até mesmo as feias que tornam-se lindas pela bravura que carregam. Isto vai vai para as gordinhas,magras, as tímidas, as virtuosas e até as mentirosas. As iluminadas, as pecadoras e as santíssimas. As donas de casa,desempregadas,trabalhadoras. As pobres, as ricas, as assanhadas, as inocentes. As inteligentes e as nem tanto. As jovens, as velhas, as solteiras, as casadas, as divorciadas. As bem-amadas, as abandonadas e as livres. As professoras, as médicas, as vendedoras. As negras, as amarelas, as brancas,as pardas e as mulatas.

Agradeçamos ao "sexo frágil" e a TODO o poder feminino!

25 fevereiro 2008

"Eu" por mim mesma


Aline, paulistana que odeia garoa e apaga velinhas todos os anos no dia 6 de novembro.Adora ler e escrever,conversar e ouvir as pessoas.Faz amizades rápido demais com algumas pessoas e com outras não vai com a cara no primeiro segundo.Adora beijos em todas as suas variações,e palavras carinhosas também!Adora falar com a irmã,Debater sobre o que acha ou não errado.Uma garota que ama guaraná,chocolate,que acha que todos os dias poderiam ser frios,que adora ursinhos de pelúcia apesar de não poder chegar perto deles por causa da alergia,alias eu sou o tipo de garota que tem alergia a quase TUDO.


Garota de risada fácil que tem o dom de rir de qualquer besteira nas horas mais erradas possíveis.Adora salada de maneira descomunal.Adora ser diferente das pessoas normais.Sarcasmos e ironia a divertem.Adora salto principalmente pelo fato de ser baixinha.Ama cinema.Amante de leitura desde livros até bulas de remédios e embalagens de shampoo.

Desconfiada até o ultimo centímetro de sua pele,deseja ter uma memória melhor para nome e telefones.Deseja entender algumas coisas inexplicáveis.Ama demais sua família,é simpática com os amigos e antipática com algumas pessoas.Gosta de bonecas,gosta de crianças que NÃO moram em sua casa,RS.

Acredita que semente de romã na carteira traz sorte,que chocolate foi A invenção de salvação para as deprimidas e em estados de Tpm máxima.Dia só é dia depois de rezar.Música é algo divino e que Deus esta em todas as coisas ao nosso redor e não em um lugar específico.

Tem muitas manias entre as quais:Dormir de bruços,chupar gelo,não deixar chinelos para baixo,escrever em tudo,falar o que sente,andar de meias pela casa,entre muitas outras coisas.

Não gosta de pessoas falsas,pessoas efusivas demais,de pessoas arrogantes ao extremo que acreditam saber de tudo.Não gosta de quem não gosta de animais e de homens que acreditam serem superiores as mulheres.Odeia água do mar.

21 fevereiro 2008

Aprender a amar

Todos os relacionamentos começam assim,uma vontade imensa de fica junto,ciúmes em excesso,amor em excesso,tudo em exagero.


E,com o tempo as coisas vão se desgastando,o amor vai acabando,o exagero acaba com os relacionamentos.Isso é fato.

É necessário aprender a amar,conhecer aonde acabam os seus limites e onde começam os do seu companheiro.Respeito é a palavra chave de uma relação duradoura.

Nunca basear sua felicidade em alguém,ninguém é plenamente insubstituível e não se esquecer que estar junto é uma opção de ambos e não de apenas um deles.

Acho que a realidade é mesmo a do poeta "que seja eterno enquanto dure",e que seja assim.
Se acabou,não chore...muitas coisas ainda acabarão e começarão novamente na sua e na minha e nas nossas vidas.