16 maio 2009

Desvendando banheiros femininos

Existem mitos com relação aos banheiros femininos. Mitos estes divulgados pelos nossos querido namorados,ex namorados,paqueras,rolos,peguetes,pais,avôs e afins. A curiosidade masculina os faz imaginar coisas incríveis como as idéias de que nós só vamos ao banheiro para ligar para alguém,tramar planos maléficos, falar mal do mundo inteiro, enfim.Essas loucuras masculinas que a maioria das pessoas já deve conhecer de cór e salteado.


Bom queridos homens.Aí vai a mais crua verdade.

Banheiros femininos não são como os masculinos, anatomias diferentes implicam em banheiros diferentes. Acredite, fazer xixi de pé é um dom. Essa é o única característica que me faz sentir inveja de um homem e que me fez dizer está frase milhões de vezes :"Meu Deus porque não me fizeste homem ?".Resumindo, nós não sabemos nem podemos fazer xixi em pé. Vocês já devem desconfiar disso, certo?Ok.


Agora imagine um banheiro público. Imaginou ? Pense em quantas pessoas já sentaram naquelas privadas, pense em quantas bactérias,vírus e doenças uma pobre mulher indefesa pode pegar apenas se sentando em um desses pequenos mundos bacterianos. Pensou?Pois bem, como mamãe nos ensinou nós não sentamos nele, quer dizer, pelo menos a grande maioria das mulheres não se senta neles e eu me incluo nessa parcela. O que fazer se não podemos aliviar nossas necessidades em pé? Acrobacias é claro!


Sua digníssima namorada chega ao banheiro do shopping, lotado por sinal, cheio de mulheres super apertadas. Ela espera um bom tempo até que consegue finalmente entrar em um. Ela entra. Coloca a bolsa em algum encosto ou gancho, se não tem ela a coloca pendurada no pescoço mesmo. Abaixa as calças rapidamente tentando segurar o amiguinho xixi que está desesperado para sair. A posição é a mais desconfortável possível: semi-agachada ela consegue finalmente o seu objetivo. Ela não pode se sentar, mas o instinto selvagem que a move diz a ela que se sente.O corpo vai relaxando,relaxando...mas NÃO ela não pode relaxar. Ela deve ficar semi-agachada para não encostar nenhuma parte do corpo naquela privada imunda. Serviço completo. Ela procura o papel higiênico. Se tiver sorte ele estará lá, mas se ela for como eu, azarada, ele terá terminado. A solução é pegar aquele lencinho de papel na bolsa e usar...fazer o que?Quem é mulher sabe bem do que eu estou falando.

Depois a mesma luta, levantar as calças, tirar a bolsa pesada do pescoço que por sinal,já estava deixando um grande estrago vermelho no lindo pescoçinho de sua namorada. Ela dá a descarga e sai finalmente do banheiro enfrentando outras mulheres com caras indignadas de: "por que você demorou tanto?”. Enfrenta outra fila para lavar as mãos, dá uma retocada no batom e penteia levemente os cabelos. Ela sai do banheiro com uma cara de alivio ao encontro do namorado que nesse meio tempo já tinha ido ao banheiro, tomado água e lido Os Lusíadas inteirinho. Ele diz furioso: "Nossa,porque você demorou tanto?”.

Esta aqui a sua resposta.


Sim, esta é a nossa odisséia. Agora vocês entenderam ?