09 novembro 2007

Era uma vez

Era uma vez uma mulher e um homem que se casaram e tiveram uma filhinha.

A filhinha deles não era diferente de nenhuma outra menina,era apenas ela,essencialmente.

Andando sem pensar no que acontecia,sem pensar em mudar,sem nem entender o porque.

Até que apareceu um principe,grande principe aquele,ele estava mais pra um chato de um sapo.E cada sonho que ela tinha,o principe tratava de destruir,e aquilo ia crescendo,seu coração não era suprido do amor que ela nescessitava.Sua vontade era fugir...mas fugir pra onde?

Sempre era assim,a menininha queria agradar aos outros,mesmo fazendo o que não gostava,tentando sempre conseguir o melhor das pessoas.Se apaixonava e sempre quebrava a cara,confiava nas pessoas e sempre era traida.Até que um dia seu castelo de cartas marcadas caiu.Seu mundo caiu,sua vida,seus sonhos...tudo por água a baixo.Que vida vulgar era aquela?O que ela estava fazendo?

E,naquele dia ela resolveu mudar,e fazer TUDO o que ela queria fazer!Se livrou daquela vidinha que levava,e via graça em tudo o que fazia. O ar que respirava lhe dava mais vontade de viver,e tomando banho de chuva sentia toda a sua vida aflorada em cada centimetro de seu corpo.
Encontrou vida nova,aquele seu sonho cresceu e crescia a cada gargalhada que ela dava,a cada vontade satisfeita,a cada sonho realizado...

É a menininha cresceu.