24 fevereiro 2009

Gritos da vida


O dia estava quente lá fora e o sol entrava ardiloso por entre a janela escancarada e a cortina de algodão. Deitada no sofá ela olhava para o teto branco.Levantou-se, para ver o que acontecia na rua.Olhou pela janela.Lá fora crianças empinavam pipas coloridas,brilhantes no céu sem nenhuma nuvem.Uma risada cortava o ar,alta,aguda.Mulheres conversavam,carros buzinavam vez ou outra.Barulheira, risadas que enchiam todo o ar sufocante típico do verão.Era a vida sendo vivida,era a roda gigante rodando mais uma vez.


Dentro da casa, tudo era calmo e tranqüilo. Mas dentro dela,nada era ameno.Uma tempestade estava a lhe perturbar a alma.Debruçada na janela passou alguns minutos,encarando pessoas que por ali passavam sem sequer ser notada.Submersa em um mar de pensamentos desconexos,diluída no calor tórrido e seco que subia da rua.


Não estava mal e não estava bem. E era o “não-estar” que a preocupava. Ela não estava, não se achava, perdida dentro de si mesma.


Fechou os olhos, queria sentir o cheiro de vida, ouvir o som que ela gritava. Naquele momento,ela sabia,havia alguém em algum lugar vivendo mais do que ela. E isso a doía por dentro. Doía fundo na alma.


O calor era sufocante e ela resolveu tomar um copo de água, não antes de observar que na janela presa entre um vidro e outro, estava uma mosca. Sabe-se lá a quanto tempo. Sentia-se encarcerada em uma prisão transparente,assim como a mosca. A mosca tentava escapar dali de qualquer forma, batendo insistentemente contra o vidro, produzindo um barulho irritante.Depois de algum tempo de luta ela desistiu e ficou ali,parada dentro de sua doce prisão transparente. Pensou que a grande maioria das pessoas eram como aquela mosca, lutavam para se livrar do vidro que encoberta a vida. Das amarras que nos prendem e nos impedem de viver. A grande maioria bate a cabeça contra o vidro, faz barulho, confusão, mas tem o mesmo fim do pequeno inseto que desistiu de viver,abdicou sua vida.


Ela olhou para a mosca.Suas asinhas azuis e o corpo negro.Pensou em abrir a janela e deixar que ela escapasse dali para viver o resto de sua vidinha em outro lugar.Porém,pensando melhor disse bem baixinho,susurrando: “-Não.Você não merece viver.Você desistiu.”

Saiu de perto da janela ,estarrecida com o que acabara de concluir.Estava decidida a viver a partir dali.Não desistir como a pequena mosca.Não só cheirar e ouvir a vida mas sim senti-lá na palma das mãos e no toque da pele.Não apenas ouvir os gritos da vida na janela de sua casa mas também gritar a plenos pulmões lá fora.

7 comentários:

Alê Quites disse...

Ops!
O seu blog é lindo!

Namastê! =D

Toninho disse...

Uma crônica muito legal... geralmente, gosto de ler textos repleto de detalhes, e que, realmente, nos faz entrar na cena da história... e este se superou, parabéns !
A ideia da "comparação" da mosca com a situação em que a mulher estava vivendo foi bastante genial...
Os próximos capítulos, espero que sejam detalhistas e cheio de surpresas, pq vou voltar mais vezes pra conferir.
Ah! Aproveita pra ler um texto sobre uma "felicidade desmerecida" que a spessoas buscam constantemente...
www.tonblogando.blogspot.com

Beco Streito disse...

Obrigado pelo comentario .. parabens pelo blog! continue o bom trabalho

bjus

http://becostreito.blogspot.com/

JCM disse...

Escreve mto bem!!! Coloca mto sentimento no que escreve.

http://visaoatual-jcm.blogspot.com

B M disse...

Uau, começou doce, suave...passava muita paz ao ler, e do nada mostra que a paz excessiva é fértil para a angustía e questionamentos.

Muito legal.

Bjos

Toninho disse...

Não esperava sua visita... muito bom tê-la no meu blog... me inspiro em muitas coisas pra fazer meus textos, mas a minha grande motivação são pessoas como vc, que conferem de perto o meu trabalho... Vallew mesmo... Pra retribuir de uma forma bem prazerosa, ateh pq naum estah sendo nenhuma obrigação, seguirei tbm teu blog. Obrigado.

www.tonblogando.blogspot.com

Deni disse...

ki legal seu blog...só faltou triha sonora..


parabens pelo blog ..
tá ajeitadim..

atualizei o meu:
www.bagageirodocurioso.spaceblog.com.br

t espero lá.
é sempre bm vind..

abraços e boa terça
[fim de semana quase]